Posts de Raffaela Pacifico

5 dicas: para te ajudar estudar em casa

Em 13.05.2015   Arquivado em Outros

Como estou estudando para o vestibular/Enem (Vem “ni” mim MedVet) em casa, imaginei que algumas pessoas também estão estudando assim! E pensando nisso, separei 5 dicas para você e para mim também (rsrsrs!) estudar em casaa! (êêêêêêêêêê!) Ah, agora aqui no blog toda semana vai ter “5 dicas” de alguma coisa, viu?! Espero que gostem, vamos lá:

1- Estabeleça horários (crie uma rotina)
Como estudar em casa é uma tarefa um tanto complicada, pois sempre bate aquela preguiça e você só quer assistir TV, deve-se ter muito auto-controle. Por isso devemos estabelecer alguns horários, dormir, comer, tomar banho, estudar todos os dias no mesmo horário, pois assim o corpo fica acostumado com a rotina e o rendimento é bem melhor. Vale lembrar também que a qualidade do sono ajuda e muito no rendimento do seus estudos, pois uma noite bem dormida ajuda a restaurar as sinapses, um elo transmissor entre os neurônios e melhora o rendimento do cérebro.

2- Respeite seus limites 
A concentração tende a diminuir a cada 50 minutos de estudos, por isso recomenda-se que pare os estudos por pelo menos 10 minutos a cada 1 hora, faça algo diferente do que você estava fazendo, para relaxar. Ah! E você tem que se conhecer melhor, saber qual horário o seu corpo e cérebro rende mais, estude em horários diferentes pra saber em qual horário você se concentra mais.

3- Trace metas
O cérebro gosta de desafios, por isso traça metas antes de começar seus estudos, estabeleça quantos capítulos você quer ler ou quantas aulas assistir, quantos redações redigir e por aí vai. Aliás o cérebro rende mais quando você traças essas metas.

 

Imagem: We Heart It

4- Evite distrações
Deixe o celular de lado e esqueça o seu querido WhatsApp, sim, evite ao máximo coisas que podem te distrair (essa dica pra mim é indispensável rsrs me distraio muitoo fácil). O cérebro não se concentra em duas coisas ao mesmo tempo (ah mas Raffaela estudos dizem que mulheres podem fazer duas coisas ao mesmo tempo), é até podem, mas uma coisa vai sair uma merda, vai por mim! Por isso escolha um ambiente silencioso, com pouca luz e tire de sua vista objetos que podem te distrair ou chamar sua atenção!

5- Pratique
Faça exercícios. Quando você terminar os estudos faça atividades sobre a matéria que aprendeu, faça também resumos sobre o que entendeu sem se preocupar com a pontuação. Isso ajuda a memorizar mais o assunto.

+Dica extra
Abuse da tecnologia
Nesse momento a internet e todas as coisas tecnológicas são suas amigas, por isso abuse de vídeo-aulas, documentários, filmes, aplicativos de estudos, enfim, tudo isso ajuda muito.

Aprenda online:
Descomplica
Curso Online Gratuito 
Vestibulandia
(e muitos outros cursos online)

Fontes e links para você conhecer:
Como estudar sozinho em casa
5 dicas simples para você conseguir estudar melhor
Estudantes dão dicas de como passar no vestibular estudando sozinho

Então é isso, espero que tenha gostado e que use pelo menos algumas dessas dicas rsrs! Você sabe de alguma dica que te ajuda na hora dos estudos? Então diz aí pra gente.
Ah não esquece, se quiser saber novidades do blog siga/curta as redes sociais: FacebokInstagram. Pode compartilhar com os amigos também se quiser, fique à vontade rsrs!

Um beijo, bons estudos e se cuida!

Do que você sente saudade?

Em 09.05.2015   Arquivado em Textos

Do que você sente saudade? Dos momentos passados? De pessoas especiais? Ou nem tão especiais assim, mas que de alguma forma marcaram sua vida? De um objeto? De um animalzinho de estimação? Ou de um dia marcante?

Se me fizessem essa pergunta nesse exato momento, talvez não saberia o que responder ao certo, pois sinto saudade de um monte de coisa, que nem dá pra contar nos dedos. Não sei se diria que sinto falta do tempo em que eu era criança e corria pelas ruas só pra me sentir livre, sem medo de cair, sem preocupar com o que vão achar!

De brincar na areia, rolar no chão, fazer comida de lama e dizer que era de “chocolate” com uns “ingredientes secretos” rs e depois ouvir bronca da mãe por que aquela roupa brilhando de limpa estava só a lama.

De não me preocupar com nenhum problema, porque problemas são para adultos  e eu nem sabia ainda o que queria ser quando crescer.

De ganhar bala da moça gentil do mercado da esquina. De brincar de esconde-esconde na rua e esconder nos lugares mais “secretos” e perigosos possíveis, ao ponto de cortar o pé e ouvir outra bronca da mãe por que só vivia descalça.

Do tempo de escola, quando minhas únicas preocupações eram estudar, conversar e comer a merenda na hora do recreio, haha. Da pizza da semana passada. Do meu cachorrinho que infelizmente faleceu. Dos momentos felizes.

É, acho que diria isso, dos “momentos felizes”, pois resume em apenas três palavras todas as opções anteriores.

Sei que a saudade é o sentimento mais puro e sincero que existe e se te fez lembrar, daquele dia, daquela pessoa ou daquele momento, quer dizer que foi de fato verdadeiro e feliz.

Por isso você não deve ficar chateado(a) com as lembranças que vem frequentemente, pois se elas existem é por que de algum modo, elas são especiais pra você! 😉

 

 

 


Esse é um texto que tinha feito há um tempo atrás, nessas noites de insônias que ocorrem quase sempre rsrs, estava bem nostálgica. Não tinha certeza se deveria postar, mas tomei coragem e está aí rsrs.

E agora quero saber. Do que você sente saudade nesse exato momento? Não tenha vergonha pode ser de qualquer coisa, estou ansiosa para ler.

Transição capilar e big chop, a história do meu cabelo!

Em 07.05.2015   Arquivado em Cabelo

Pra quem não sabe, faz um ano e cinco meses (mais ou menos) que assumir meu cabelo natural depois de um ano de transição capilar (que é quando você para de fazer qualquer processo químico no cabelo pra deixar ele crescer), desde então, cada dia que passa amo mais ainda meu cabelo e a minha decisão. Pois cabelo cacheado/crespo não é só estética, é identidadehistóriaancestralidade é aceitação!

   Vou contar pra vocês um pouco da história do meu cabelo, blz?

Eu comecei a alisar meu cabelo quando eu tinha uns 8 ou 9 anos (não lembro direito), ele  era beem volumoso, lembro que minha mãe sempre deixava amarrado ou com algum penteado, nunca deixava solto, por que eu achava feio. Em um belo dia (ou nem tão belo assim rs) uma mulher falou de um tal de “Toin” um alisamento infantil que segundo a mulher tirava o volume, então a mulher passou esse tal produto no meu cabelo, resultado: ele quebrou e ficou a coisa mais horrorosa do mundo. Passando-se uns tempos eu fui no salão de beleza com a minha mãe e quando a cabeleireira viu o estado do meu cabelo, ela falou que tinha um produto que resolveria o problema, então ela alisou com “Hair life” que vende no mercado, nos primeiros meses ficava uma beleza depois de 3 meses tinha que fazer de novo, daí em diante eu fui alisando com ele, às vezes eu mesma fazia em casa ou pedia minhas tias pra fazer quando a raiz crescia,sem contar que eu fazia chapinha quase todos os dias.

Só que eu queria ele mais liso e por mais tempo. Então, em dezembro de 2010 descobri o “Alisa hair” as pessoas me diziam maravilhas sobre ele, então pedi uma amiga pra passar em meu cabelo, resultado: ele ficou bem baixinho quase grudado no couro cabeludo, perdi bastante cabelo, ficou ralo quebrou bastante e ficou muiiiito seco, muito mesmo, sem contar as pinturas e relaxamentos que eu fazia direto.

Mas teimosa como eu sou, passando-se seis meses eu voltei a alisar com o hair life, com a esperança de que o cabelo iria ficar bonito, ele ficou “liso” nada de reclamações.Daí em 2012 me apresentaram a “Selagem” (dizia a moça que era uma hidratação e que não agredia o cabelo) daí no mês de julho do mesmo ano, fiz a tal selagem, ficou muito bom realmente não agrediu o meu cabelo, estava feliz pois tinha achado a solução para os meus problemas, daí em outubro do mesmo ano, eu fiz alisamento junto com a selagem, meu cabelo ficou bem baixinho e como não tinha quebrado nem nada, quando chegou dezembro época de férias, viagens,  visitar amigos e familiares distantes, eu procurei a cabeleireira pra fazer o alisamento junto com a selagem de novo, só que ela me disse que a raiz tava muito pequena e que se fizesse ele iria cair, então eu fiz só a selagem mesmo, passando-se uns dois meses mais ou menos o meu cabelo começou a cair e a quebrar, as pontas estavam de dar dó de tão ressecadas, fui em outra cabeleireira e ela teve que cortar meu cabelo um pouco acima do ombro e fazer cauterização.

Meu cabelo nunca passava do ombro e quando passava as pontas ficavam secas e tinha que cortar. Depois de passar por tudo isso em 2013 decidir parar por ali, prometi pra mim mesma que não iria alisar, nem colocar nenhuma química no meu cabelo e que deixaria ele crescer pra ter meus cachos de volta, depois dessa decisão entrei em transição, fiquei um ano nesse processo e fazia chapinha de vez em quando para ocasiões que realmente precisava, depois desse ano cortei meu cabelo bem curtinho tirando toda a química (as pessoas ficaram surpresas e muitas não me disseram nada mas percebi que não aprovaram, mas quem se importa? Haha o que importa é meu bem-estar e minha felicidade não é mesmo?) e isso já faz 1 ano e 5 meses, êêêêêêê!

Confira a foto de uns três dias após fazer o BC (ou Big Chop que significa Grande Corte – quando corta toda a parte alisada do cabelo) e a foto recente depois de 1 ano e 5 meses do big chop. Cabelo cacheado/crespo cresce sim, viu?! (risos)

Cabelo cacheado/crespo
  Nem preciso dizer que estou feliz né? Pelo sorriso já dá pra perceber hahaha!

Ultimamente tenho reparado que meninas e meninos (sim, meninos também) de todo o Brasil (e fora também), estão cada vez mais aceitando seus fios do jeito que Deus fez e isso é lindo de ver, é como se fosse um tapa na cara da sociedade, que construiu um padrão de beleza que só se encaixa pessoas magras, com o cabelos liso e loiro e o que não for assim é visto como feio, mas isso já está mudando e é bem notável. #Yay

 

Blogs e youtubers que falam sobre cabelo cacheado/crespo que eu indico, sigo e amo: Rayza Nicácio, Blog Cacheia, Apenas Ana, Mi Shirai, Joyce Carter e muitos outros.
Mas agora me diz você! O que achou do assunto do post de hoje? Conhece alguém que passou pela transição capilar e/ou fez o big chop? Ou você está passando por isso? Me diz o que você está achando das pessoas resolverem assumir suas madeixas naturais? Espero respostas heiin!
Aaah, curta/siga as redes sociais pra ficar informado sobre as novidades do blog FacebokInstagram,Twitter. Pode compartilhar com os amigos também se quiser, fique à vontade!

 

Mil beijos e se cuida 😉
Página 49 de 50«1 ...454647484950Próximo