Sites que dão aquela força para seu blog

blogs

blogs

Não sei se vocês sabem, mas, há mais ou menos 4 anos atrás eu criei meu primeiro blog. Lembro que logo no incio eu não sabia direito como começar, o que fazer, como conseguir um layout legal, estava bem confusa quanto a isso. Ainda tem muita coisa que eu não sei e a cada dia aprendo algo interessante.

Por causa disso, há um tempinho eu venho pensando em fazer algumas postagens voltadas ao mundo do blog e ajudar você que está começando agora, dando dicas e inspirações. Isso não quer dizer que você blogueira(o) mais experiente não possa usufruir das postagens. Claro que pode. Aliás, pode(deve) também dá umas diquinhas aí nos comentários, vou adorar! 

Eu sei que no inicio, blogar possa parecer complicado, um bicho de sete cabeças. Mas se você parar pra pensar, não é não. Basta ter vontade, tempo, criatividade e um blog, haha! Acho que agora compliquei tudo, não foi? Mas calma, respira, estou aqui para te acudir, você vai ver que não é tão difícil assim.

Hoje citarei alguns sites que na minha opinião todo blogueiro deveria conhecer, visitar e amar. São sites que te dão aquela força quando as dúvidas surgem e muitos deles me ajudaram bastante quando estava começando.

Sernaiotto

Conheci o blog da Loma Sernaiotto, tem menos de um ano e como eu queria ter conhecido esse blog bem lá no inicio. Lá tem várias dicas de postagens, conteúdos, divulgação e design. Ela até fez um curso sobre mídia kit para quem tem dúvidas sobre criação, formato, como pedir parcerias e fechar negociação. É aquele tipo de blog que sempre estou recomendando.

sernaiotto blog

Viver De Blog

Fazendo jus ao nome do site, Henrique Carvalho dá excelentes orientações de como viver de blog. Ele dá dicas de postagens, divulgação, oferece cursos gratuitos (0800 genteee!) para melhorar suas publicações (como texto, titulo…) e muito mais.

Cbblogers

O Cbblogers é uma comunidade de blogs. Lá há postagens com o intuito de ajudar blogueiros que estão no inicio ou não. Há fóruns onde é possível esclarecer dúvidas, fazer amizades, conversar. Ah! Com sua conta do WordPress você tem a opção de fazer login no Cbblogers e atualizar seu status, adicionar amigos, criar fóruns, etc. Sou viciada nele, admito!

cbblogers

Help no html/css!

Quando comecei e não sabia nada, nada, nada, absolutamente nada de html e css, recorri a vários sites e tutoriais disponíveis na internet. E esses dois sites foram os meus xodós e os que mais me socorreram na hora do desespero.

Cherry Bomb

Esse site era o meu preferido, principalmente quando estava começando a editar os layouts que colocava em meu blog. Ele tem vários tutoriais como “separar widgets” por exemplo. Tem tutorial de como criar um layout básico. É um guia maravilhoso de html e ele foi meu salva vidas. Digo foi por que migrei para o WordPress e nessa plataforma as coisas são mais simples para serem resolvidas do que no blogger.

cherry bomb

Go Imagines

Alana, dona do blog, não atualiza mais o Go Imagines. Mas ela deixou o blog disponível e há vários tutoriais super úteis, ainda mais para quem está começando agora e já está caindo de cara na edição do layout.

 

 

 

No próximo post sobre o assunto, farei uma lista com ferramentas e sites indispensáveis para quem tem um blog, aguardem!

Esses são os blogs que eu corro sempre que tenho dúvidas em alguma coisa. Se você conhece outros por favor não hesite e compartilhe conosco. Espero que tenha gostado do post! 

 

Um grande beijo!

Cuidados com o platinado crespo

cabelo-crespo-platinado

cabelo-crespo-platinado

“Será que posso platinar meu cabelo crespo? Que cuidados devo tomar? Irei perder definição? Ele irá quebrar? É melhor descolorir em casa ou no cabeleireiro?” 

Quem tem o cabelo crespo e quer descolorir sempre tem certas dúvidas, sobre como manter, cuidar, como é o procedimento. Eu não tenho o cabelo platinado – vontade é o que não falta – mas pesquisei muito sobre isso para fazer essa postagem para você e espero que sacie suas dúvidas. 

Posso platinar meu cabelo crespo?

Pode sim. Mas como o cabelo crespo é naturalmente ressecado, alguns cuidados devem ser tomados antes e após o procedimento (isso vale para o cabelo liso também viu).

Que procedimentos são esses?

Pré-descoloração:

Antes de descolorir, seu cabelo precisa está forte e super hidratado. Por isso é necessário que você faça hidratações com produtos à base de vitaminas: pantenol, glicerina, sacarose ou qualquer derivado do açúcar, áloe vera. Fazer bastantes nutrições com óleo de coco vegetal, tutano, argan, abacate, oliva extra virgem, ou qualquer outro óleo que você tiver em casa. Se achar necessário, reconstrução também é bem vinda nesse caso é preciso usar produtos a base de colágeno, queratina, proteína. Mas só faça a reconstrução se seu cabelo estiver bastante danificado. Se não estiver tão danificado assim, as hidratações e nutrições dão conta. 

Pós-descoloração:

Após descolorir o cabelo, os cuidados continuam os mesmos, porém redobrados. Como a descoloração agride o cabelo, recomendo fazer recarga de queratina a cada dois meses, mas faça no salão de beleza, não em casa. Pois o cabeleireiro saberá medir o ph do seu cabelo e verá se ele realmente precisa de reconstrução.

Alguns cuidados também precisam ser tomados após as descoloração, como:

•Usar reparador com  protetor solar.

•Evitar o uso excessivo de chapinha sem proteção, pois a mesma pode alaranjar/amarelar os fios.

•Usar matizador (shampoos de coloração azul ou roxa), violeta, pois eles ajudam a tirar o amarelado indesejável. Mas tome cuidado, se usar em grande quantidade ou deixar no tempo errado, os fios podem sugar a coloração do produto.

Sobre o retoque:

Acho que isso é muito pessoal. Tem gente que retoca a cada mês, ou só espera a raiz crescer um pouquinho e já corre pro cabeleireiro. Você quem precisa ver se o retoque é necessário depois de certo tempo. Tem gente que gosta dessa divisão de cores (raiz e descoloração) e eu particularmente acho lindo.

E quem tem cabelo preto, como faz?

Quem tem o cabelo escuro/preto e pretende descolorir. Recomendo ir aos poucos. Vai pintando de uma cor mais clarinha, até chegar no ponto que você quer. Não caia na bobeira de tacar água oxigenada no seu cabelo preto azulado que pode ter certeza, vai dá merda, muita merda. Tenha calma, consulte seu cabeleireiro e ele te indicará a melhor forma de chegar a cor dos seus sonhos.

 

 

 

Você tem o cabelo platinado? Tem vontade de ter? Me diz aí! Espero que tenha gostado do post e que ele tenha te ajudado. 

Se você tem o cabelo descolorido e quer dá mais alguma diquinha pra gente, digaê! 

Se quiser me encontrar nas redes sociais da vida é só vim: Twitter, Instagram, Página Facebook, Pinterest.

E claro, se você quiser receber aviso de postagem em tempo real, é só seguir o blog no Bloglovin’.

Um grande beijo!

 

Fuller House

fuller-house

fuller-house

21 anos após o término da serie “Full House” (tradução no Brasil: Três é Demais), a Netflix nos presenteia com a renovação da exibição e intitula “Fuller House”. A serie foi lançada em fevereiro e só agora consegui assisti. :O Mas devorei em um só dia de tão boa que tá.

Vi muitas críticas sobre a serie. Há quem diga que a história é bobinha, para criança e chata. Mas eu gostei muito dessa continuação, ri pra caramba e já haviam “críticos” falando essas coisas da versão antiga, não é mesmo? Então, deixe eles falarem, hehe. Minha mãe não conseguiu acompanhar comigo, mas alguns episódios que pôde ver ela riu um monte.

A serie está toda nostálgica e para quem passou a infância acompanhando a vida dessa família deve ter chorado horrores! Digo isso por que não acompanhei durante a infância, pois nasci no ano em que a serie acabou (assisti os reprises depois) e chorei mesmo.

No primeiro episódio, já ver-se referência à serie antiga. A abertura mostra o antes e depois dos personagens, como eles eram e como estão atualmente, as lágrimas são inevitáveis.

É incrível ver como as meninas cresceram tanto e quase não mudaram, digo os trejeitos e expressões corporais continuam os mesmos. Kimmy continua a mesma Kimmy de sempre, só que “casada” e com uma filha que tem as mesmas personalidades que ela. Tio Jesse (o tio de todo mundo) continua lindo e cara, o tempo fez muito bem a ele, rs. Danny continua o mesmo doente por limpeza. Joey ainda ganha a vida fazendo piadas e imitações, eterna criança. 😀

fuller-house

Acho que todo mundo sabe que nenhuma das irmãs Olsen estão atuando atualmente e que não há previsão para voltarem. Por isso infelizmente não tivemos a presença de Michelle na serie, nem por dois pequenos minutos. Acho que foi um descaso das duas, já que esse personagem foi um dos principais motivos para suas carreiras alavancarem, mas tudo bem, ninguém é obrigado a nada, não é mesmo?

Sobre a história da série, é o mesmo drama. Ao invés de Danny, sua filha mais velha D.J. se encontra em uma situação difícil. Tendo que lidar com emprego, afazeres domésticos, três filhos pequenos que são totalmente dependentes dela e a perda do marido. Vendo a situação complicada em que ela se encontra, sua irmã do meio e sua melhor amiga Kimmy e filha mudam-se para a casa de D.J. É a história se repetindo, a nostalgia já começa daí.

Eu gostei muito dessa temporada, como disse ali em cima, eu ri pra caramba. Os episódios estão cheios de lições de moral e sem sombra de dúvida a estrela de tudo isso é Stephanie. No começo foi difícil acostumar com a vida badalada de Steph, ela me lembrou muito o tio Jess, amante de música, cantora, DJ, aventureira, ela definitivamente seguiu os passos do tio.

No entanto, não posso deixar de admitir que certos pontos me incomodaram um pouco. Como por exemplo a quantidade de filhos da D.J. Por que ela precisava ter 3 filhos como o pai? Isso fez com que houvessem comparações entre eles e as meninas quando eram crianças. Eu por exemplo, me peguei algumas vezes comparando situações que aconteciam com eles e que aconteceram com elas. Mas acredito que foi proposital.

Foi bom assisti essa temporada. Não consegui assisti todas as temporadas da serie antiga e agradeço muito a Netflix por essa continuação. Fico mais feliz ainda em saber que terá a segunda temporada, mas gostaria que não houvesse tanta nostalgia assim. Quero ver as meninas seguir suas vidas sem ficarem presas ao passado, ora! 🙂

 

E você já assistiu Fuller House? Me conta aí!